As IST’s

Prevenção, Diagnóstico e Tratamento

Existem mais de 200 variações do Papilomavírus Humano. Pode originar desde verrugas genitais a condilomas, cancro do colo do útero, vaginal e da vulva.

Em qualquer dos casos, provoca sempre uma infecção, transmitida por contacto genital, normalmente assimptomática, e eliminada pelo sistema imunitário.

A prevenção do cancro do colo do útero é idêntica à da SIDA e das outras DST:

  • Utilização de preservativo
  • Vacina preventiva (Gardasil)
  • Exames de rastreio

A vacina foi há pouco tempo incluída no Plano Nacional de Vacinação e custa cerca de 500 euros. A sua eficácia foi comprovada em adolescentes, mas há especialistas que defendem que é ineficaz em casos de idades mais avançadas.

Os exames de rastreio que referimos são o Papanicolaou e a colposcopia.

O Papanicolaou é um exame bastante simples e que permite a detecção precoce de lesões pré-cancerosas. Tem reduzido as mortes por cancro do colo do útero em 70 % desde a sua criação, em 1940, e deve ser realizado por todas as mulheres, pelo menos uma vez por ano.

A colposcopia é otra forma de diagnosticar o cancro do colo do útero, antes que este se desenvolva.

O tratamento depende em grande parte do grau de alteração das células do colo do útero. Normalmente, podem ser removidas de forma simples, recorrendo a operações a laser ou cirurgia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: